Siderúrgica mineira reduz custos e integra áreas com ERP específico para siderurgia

Veja como a Cosimat reduziu as margens de erro e melhorou sua gestão com o sistema da MetalSoft

A Forte Empreendimentos e Participações S.A. é um grupo de empresas que atua nas áreas de siderurgia, reflorestamento e pecuária. No ramo siderúrgico de produção de ferro gusa destaca-se a Cosimat, empresa que adota um modelo de auto-sustentabilidade industrial, com a aplicação de tecnologia limpa de siderurgia a carvão vegetal, a partir de biomassa cultivada.

Já há algum tempo o foco de atenção da Cosimat está centrado na busca da autossuficiência em carvão vegetal, no aprimoramento do sistema de transporte ferroviário e no desenvolvimento de um projeto de geração de energia a gás na usina, em parceria com a Cemig. O carvão, por ser componente importantíssimo no custo de produção do ferro gusa, é um elemento chave para a obtenção de melhores resultados. Por isso, é essencial o monitoramento e redução de perdas, que podem ser geradas a partir de erros operacionais e até mesmo fraudes.

Desde que a Cosimat foi inaugurada em 2002, a modernização e o aperfeiçoamento técnico têm sido os pilares da construção da sua identidade e o mesmo precisava se refletir também no sistema de gestão. Porém, foi somente em 2011 que a empresa encontrou o sistema NETi Siderurgia, da MetalSoft, que veio suprir exatamente as necessidades da siderúrgica.

“Antes do NETi nós tínhamos todos os problemas possíveis. A integração das áreas não funcionava, as informações ficavam soltas, truncadas. O NETi traz essa integração. A margem de erro diminuiu muito. A informação que chega na expedição, passa pelo almoxarifado, que passa por compras, contábil, financeiro, e é uma informação única que só é complementada, não é reinserida, diminuindo muito as falhas. Hoje a gente tem um controle maior, a informação é instantânea, ficou bem mais prático e rápido para quem monitora os dados estratégicos”, comenta Sandra Oliveira, sub contadora da Cosimat.

O que acontece é que os monitoramentos do NETi Siderurgia atuam em tempo real e, mesmo durante o processo de entrada do carvão na usina, o sistema alarma se houver um fornecimento fora de padrões pré-estabelecidos, garantindo a segurança de uma operação correta. Além disso, dentro do NETi Siderurgia existe uma série de parâmetros, tabelas e arquivos previamente configurados especificamente para os processos operacionais, gerenciais e obrigações fiscais das indústrias de ferro gusa.

 

Estudo de caso Metalsoft-3

 

Na área contábil, notou-se também uma grande diferença após a implantação do sistema. “O NETi facilitou demais para fazer as reuniões da gestão, os relatórios de acompanhamento, etc. Nós fazemos uma reunião mensal de estoque para ver se a informação dos setores está coerente. E nessa reunião o software é fundamental, pois é dele que tiramos as informações”, explica Amanda Xavier, encarregada do setor fiscal.

Segundo ela, o sistema é útil porque atende tanto na parte tributária quanto na conferência dos dados. “Eu faço o lançamento da entrada de nota, a verificação das saídas e isso é distribuído para todos os setores: comercial, contábil, fiscal, financeiro, enfim, já alimenta tudo. Sem falar que hoje eu tenho mais confiança nas informações que são geradas”, confessa.

Segundo Sandra, os relatórios contábeis que são gerados pelo sistema ajudam muito nas tomadas de decisão e servem inclusive para antecipar soluções para possíveis problemas na produção. Entre outras vantagens, ela aponta que o custo operacional reduziu, o tempo para a geração de informações importantes para a gestão está menor e há menos erros na vinculação de dados de um setor com o outro. “O sistema é excelente, não tenho nada a reclamar. Sempre que a gente precisa de um suporte a MetalSoft tem uma solução. Se não é de imediato eles resolvem o mais rápido possível”, elogia.

 

Sua siderúrgica precisa de uma solução como essa? Fale conosco!

 

 

Tags: